EGITOANTIGO

 

O uso de roupas no Egito antigo servia para distinguir as classes. As mais baixas e os escravos, principalmente as mulheres domésticas, andavam quase ou completamente sem roupas, sendo visto com naturalidade e não algo pornográfico. A grande maioria da população raspava a cabeça por completo devido a grande infestação de piolhos. Com isso, usavam muitos adereços de cabeça, como perucas, feitas de linho ou palmeira, ou até mesmo cabelo natural. Os que mantinham os cabelos, usavam de forma bem características, com os fios enrolados. Já os guerreiros usavam capacetes de metal em forma de elmos.
Por serem representados  sempre com os olhos bem marcados, supõe-se que o egípcios já detinham alguma tecnologia para produzir cosméticos. As classes mais abastadas adoravam enfeites e andavam adornadas de jóias. Os Faraós usavam peles de leopardo jogadas por cima dos ombros, para demonstrar poder.
O uso de fibras animais era considerado impuro para o feitio das roupas, e por isso fizeram pouco uso da lã. Assim, desenvolveram o cultivo do algodão, sendo considerado até hoje um dos melhores do mundo.