Uma pesquisa da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, promete livrar os tecidos de restos de pesticidas e bactérias nocivas à saúde quando expostas à luz. Dois alunos de doutorado da Divisão de Têxteis e Vestuário desenvolveram um tecido autolimpante, ao incorporar um tipo de ácido às fibras do tecido. O produto ainda está em fase de teste, sem previsão de data para comercialização.

Apesar de incolor, o ácido tem estrutura parecida ao de corantes usados na indústria têxtil. Com essas características, o produto se mescla facilmente a diferentes tipos de fibras naturais e sintéticas. Durante a experiência, os pesquisadores misturaram dois tipos de bactérias e um pesticida ao tecido. Ao ser exposto ao sol, os produtos quimos reagiram e eliminaram quase 100% das bactérias e 90% dos inseticidas.

O produto inovador trará benefícios não só para os consumidores em geral, mas também para profissionais de vários setores. Além dos profissionais da saúde, cuidadosos com os riscos de infecções bacterianas, os cientistas afirmam que o produto também auxiliará os produtores da agroindústria que trabalham diretamente com pesticidas.